segunda-feira, 23 de julho de 2012

criar um pendrive de boot capaz de instalar vários sistemas operacionais


Descubra como criar um pendrive de boot capaz de instalar vários sistemas operacionais

Toda esta mágica é feita sem maiores complicações com a quase milagrosa ferramenta YUMI. Confira os detalhes!

Por Felipe Augusto Cavalcante em 23/Jul/2012
Compartilhe:
Normalmente é preciso gastar um CD ou DVD para preparar a mídia de instalação dos sistemas operacionais ou de inicialização dos sistemas Live. O ponto negativo disto é que a mídia ficará dedicada apenas àquele sistema operacional, não podendo ser atualizada com novas versões ou até mesmo outro conteúdo, a menos que seja um CD ou DVD regravável.
Para driblar este problema e o custo decorrente, é possível fazer a preparação do conteúdo de instalação em um pendrive, que pode ser facilmente regravado e atualizado sempre que for necessário. Mas usar um pendrive para instalar apenas um sistema operacional e deixá-lo dedicado para isto também não parece tão interessante.
Com este tutorial, você verá como deixar o seu pendrive pronto para instalar Windows, Linux e também para usar as famosas distribuições Live; ótimas para quem quer testar um sistema, mas sem instalar. Confira abaixo os passos necessários para a criação do pendrive de boot.
Escolha o sistema que vai instalar, a partir do menu principal do pendrive

Preparando o pendrive

1. Escolha um pendrive com o tamanho igual ou superior a todos os discos de instalação que você deseja adicionar a ele. Antes de prosseguir, conecte o pendrive ao PC e faça backup das informações pois tudo será apagado durante o processo.
2. Separe as imagens ISO dos discos em uma pasta de seu PC para facilitar a localização, sejam elas de instalações Windows ou Linux. Caso não tenha a imagem ISO, apenas o CD ou DVD gravado, é possível obtê-la com o ImgBurn. Para isto, insira o CD ou DVD no disco e adicione a opção "Create image file from disc" da ferramenta.

3. Baixe e execute o Yumi, não precisa de instalação.
4. Já com o YUMI aberto, selecione a unidade que representa o pendrive, logo abaixo de "Step 1". No caso deste exemplo, é a unidade "G:".
5. Marque também a opção "Format" para excluir todo o conteúdo do pendrive, evitando assim possíveis incompatibilidades.

6. Na lista, abaixo de "Step 2", indique o tipo do sistema operacional que deseja adicionar ao pendrive. Neste caso, selecionamos o "Windows Vista/7/8 Instaler" para a instalação do "Windows 8 Consumer Preview".

7. Clique no botão "Browse", logo abaixo de "Step 3" e selecione o local em que está a imagem de instalação do sistema operacional. Selecione a imagem do CD ou DVD (no formato ISO) e clique no botão "Abrir".

8. Observe que o caminho da imagem ficou na cor verde, indicando que está tudo certo. Clique no botão "Create" para iniciar a transferência da instalação para o pendrive.

9. O YUMI avisará que todo o conteúdo do pendrive será perdido e que o setor de inicialização do pendrive também será substituido. Clique em "Sim" para continuar.

10. Aguarde enquanto o YUMI descompacta os arquivos de instalação do sistema e os transfere para o pendrive. A descompactação é necessária apenas para a instalação das versões do Windows.
11. Quando aparecer "All Finished, process is complete", clique no botão "Close".

12. Neste momento, a ferramenta pergunta se você deseja adicionar mais discos de instalações ao pendrive. Isso pode ser feito agora com a opção "Sim" ou depois com a opção "Não", que encerra a ferramenta.
13. No exemplo, prosseguiremos com a opção "Sim" para adicionar também o sistema Ubuntu 12.04 ao pendrive. Baixa a imagem do sistema e adicione na mesma pasta em que estava a imagem do Windows, caso deseje.

14. Procure e selecione o sistema "Ubuntu 12.04" na lista de sistema. Como a imagem ISO está na mesma pasta que a outra usada pelo Windows 8, a ferramenta detectou tudo automaticamente.
15.  Clique no botão "Create" para prosseguir. Aguarde até a conclusão do processo e clique no botão "Close".

16. Repita do passo 12 até o 15 para todos os sistemas que deseja adicionar ao pendrive. Lembre-se de conferir sempre se ele realmente tem espaço disponível para todos os instaladores. Neste caso, clicaremos agora em "Não" para finalizar o processo
17. Caso o sistema que deseja instalar não apareça na lista, siga até o final e selecione a opção "Try an Unlisted ISO" e selecione a imagem de instalação. Contudo, é preferível procurar o sistema na lista para evitar problemas de compatibilidade.

Usar o pendrive

Depois de fazer o processo anterior, insira o pendrive no PC em que deseja instalar o sistema, ou usá-lo como Live, reinicie a máquina e siga os passos:
1. No menu principal de inicialização do YUMI existem as opções:
  • Continue to Boot from First HD - desconsidera o pendrive de boot e inicializa pelo HD da máquina;
  • Other Operating Systems and Tools - usado para fazer a instalação de sistemas Windows previamente configurados no dispositivo;
  • Linux Distributions - permite inicializar através das distribuições Linux presentes no pendrive.
2. De acordo com nosso exemplo, de configuração do instalador do Windows 8 Consumer Preview, é preciso seguir pela opção "Other Operating Systems...". Isso exibirá a seguinte tela:
3. Neste momento, basta selecionar a opção "Windows Vista/7/8" e apertar "Enter" para inicializar o disco deste sistema.

4. Como foi configurada a distribuição Linux Ubuntu, no exemplo, ao acessar "Linux Distribuitions" será exibida a seguinte tela:
Repare que o menu reservado ao Linux também traz a distribuição SliTaz, previamente configurada.
5. Ao selecionar a distribuição Ubuntu e apertar "Enter", a ferramenta logo exibe um menu perguntando se desejamos rodá-la em modo Live ou de instalação. Isto apenas é possível pois selecionamos "Ubuntu 12.04" na hora de gerar o pendrive (passo 14 da sessão anterior).

Dicas

1. Para adicionar novos sistemas ao pendrive, sem prejudicar os já instalados, desmarque apenas a opção "Format..." antes de realizar o processo descrito acima.

2. É possível remover um sistema do pendrive com a opção "Remove an installed system".
3. Caso o PC que você deseja usar não suporte pendrive de instalação, mas tenha uma porta USB, basta gravar um disco de boot com a imagem do PloP Boot Manager (usando o ImgBurn). Depois, é só inicializar o PC com o CD do PloP na unidade e o pendrive conectado e selecionar a opção USB.

4. O YUMI também é compatível com CDs de recuperação do sistema. Confira a matéria com os principais aplicativos de manutenção do sistema.
5. Adicione também ao pendrive os drivers e ferramentas que costuma usar na instalação dos sistemas, caso ainda tenha espaço disponível. É só não sobreescrever os arquivos e pastas criados pelo YUMI, assim tudo rodará perfeitamente e os arquivos estarão disponíveis na pasta que você indicar.
Fonte: http://www.superdownloads.com.br/materias/descubra-criar-pendrive-de-boot-capaz-de-instalar-varios-sistemas-operacionais.html#ixzz21Umtn57o

quarta-feira, 11 de julho de 2012

Navegue mais rápido


Navegue mais rápido e resolva problemas de conexão com o DNS público do Google

Uma alternativa boa para resolver problemas de DNS e acelerar a velocidade de sua conexão


DNS é o acrônimo de "Domain Name Server" (Sistema de Nome de Domínios); é um sistema que, basicamente, possibilita estabelecer a relação do nome do endereço de Internet digitado no browser com o endereço de IP correspondente. Baseia-se num grande banco de dados, hierarquizado, que permite direcionar as requisições de serviços web aos seus respectivos respositórios na rede mundial. Esse trabalho de ligação do nome digitado pelo usuário ao IP do serviço é o que, nos meios técnicos, costuma-se chamar de "resolver o IP". 
Sem este serviço fundamental, não é possível encontrar o serviço que você procura, o que na prática impede a navegação. Por isso, toda e qualquer conexão com a Internet têm um ou mais servidores DNS vinculados para fazer o serviço de "resolver o IP". A maioria dos provedores de conexão configura este dado de maneira automática ou semiautomática, sem que você sequer fique ciente. 
A questão é que muitos servidores, configurados por algumas das grandes empresas provedoras de conexão, por vezes ficam sobrecarregados e tornam a navegação mais lenta. Outro problema que pode acontecer é o servidor DNS cair (por diversos motivos) e deixar o usuário na mão. 
Uma alternativa é substituir os servidores padrões de seu provedor para o "Google Public DNS", que segundo a empresa, agilizará a sua navegação e lhe trará maior estabilidade.
Para utilizar o DNS do Google, no Windows, é muito fácil:

1- Abra o "Painel de Controle > Rede e Internet > Central de Rede e Compartilhamento (ou "Conexões de Rede", nas versões anteriores do sistema)".
2- Clique em "Alterar as Configurações do Adaptador".
3- Clique sobre a conexão ativa. Em seguida, clique no botão "Propriedades".
4- Na aba "Rede", na lista "Esta conexão utiliza os seguintes itens:", marque a opção  "Protocolo TCP/IP versão 4". Em seguida, acione o botão "Propriedades".

5- Na aba "Geral", se você estiver utilizando os serviços mais populares de banda larga (neste caso, provavelmente, o sistema está configurado para obter automaticamente os servidores de DNS), ative a opção "Usar os seguintes endereços de servidor DNS:" e insira os endereços dos servidores do Google como DNS preferencial e alternativo: 8.8.8.8 e 4.4.4.4, respectivamente. O servidor alternativo também pode ser definido como 8.8.4.4, conforme a própria Google informa.



6- Clique no botão "OK" e em seguida, em "Fechar".

Teste a diferença. Caso deseje voltar atrás, é só executar os passos acima novamente e reativar as configurações originais. 
Uma dica: o OpenDNS é outra iniciativa gratuita que você pode usar como servidor preferencial ou secundário.